quarta-feira, agosto 05, 2009

...mas os meus cabelos, quanta diferença!

Quem me conhece um pouquinho
Sabe que não paro de mexer no cabelo
E isso vem de muito tempo

O auge foi aos 16 anos
Quando eu e minha amiga biotein – como dizia minha mãe
A Xris chegamos ao topo da doidera

Aborrecentes sem ter o que fazer é uma tristeza
É igual criança, sempre acaba aprontando
Bem... lá estava eu e Xris
A toa na vida
Quando contei para ela sobre fazer mexas no cabelo
Com papel crepom

Uau
Ela adowrou a idéia
Amiga que é amiga entende a idéia no ar
Não precisei nem perguntar se ela queria...
Enfim, peguei dois tons
Primeiro tentamos o preto
Que não pegou
Depois pegamos o rosa

Ahh esse sim!
Pegou que foi uma belezinha
Fizemos uma mexa que ficou linda, pink e brilhante!
De repente
...
Nada mais me lembro
Entramos em um transe
...
Talvez a química do papel crepom tenha feito isso em nossa cabeça, eu realmente acho que a culpa foi das químicas do papel crepom!
E só saímos quando a mãe da Xris entrou no banheiro e deu um grito

Não lembro muito bem o que ela disse
Mas tinha alguma coisa a ver com o banheiro pintado de rosa, toalhas e tapete também...
Ao sair ela disse: - Olhe para vocês!
Foi quando caímos em si e vimos que não tínhamos feito nem uma ou duas mexas, pintamos o cabelo todo de rosa.

Imagino que a cor tenha pegado bem, por causa do nosso cabelo loiro – acho que foi isso.

Meo Deos, o que foi que nós fizemos?
Um misto de riso nervoso surgiu
O mesmo riso de quando aprontávamos...

Limpamos o banheiro
Mas e o cabelo?
Obviamente que não pensei que teria de sair na rua daquele jeito antes de pintar, de modo que não queria sair da casa da Xris por nada.

A Xris levou numa boa
Mas eu que sou uma pessoa discreta e não gosto de aparecer, hohoho
Fiquei tímida e com vergonha.

Eu realmente não entendo porque não tinha um único chapéu na casa da Xris
Como assim eu ia sair na rua desse jeito?
Santo Gódi – lembrei que tenho família!
O que meu pai ia dizer? Minha mãe?
Tô frita!

Até que eles foram bacaninhas
Não fui banida da família nem nada

O fato é...
Depois dessa besteira fizemos outra
A Xris com todos os seus conhecimentos cabelais e dotes culinários, fez uma mistura com cebola para ajudar a tirar o rosa do cabelo...
Claro que não deu certo!
Fiquei parecendo uma salada super temperada e a cor continuava ali

Não entendia, tinham dito que bastava lavar
Não entendo até hoje.

O resultado foi que tive de cortar o cabelo
Ele ficou parecendo uma vassoura multicolorida
A cada semana ele tinha uma nova cor
Primeiro rosa envelhecido
Depois rosa apagado – salmão e amarelo estranho...
Ficou uma droga

Tentei consertar e passei uma tinta da cor castanho
Ficou o ó de feio
Realmente não sei como isso não arruinou minha vida social
Acho que era o meu carisma, cof cof... que fez eu estar aqui, com a moral até que boa, linda e loira ainda...

Na ocasião não tínhamos máquina fotográfica, de modo que não tenho registro dessa fase negra, ou melhor pink da minha vida!
Enfim essa foi uma das minhas aventuras de aborrecente com minha amiga Xris.

E o meu cabelo, nunca mais foi assim... sem volume, loirinho e fowfo...

Tchau!

5 comentários:

Beta Bernardo disse...

Rafa, que loucura!!! hahahaha
Inacreditável, né? Pq adolescentes fazem tanta M?? Eu tenho algo semelhante. Tenho os cabelos bem escuros e cacheados, difíceis de domar!! Um dia, mente insana e vazia, estava eu clareando os pelos da perna (novata nesse quesito) com água oxigenada e amônia. Vi aqueles vidros tão cheinhos, crentes... misturei os dois, mais um pouquinho e...
TAQUEI NA CABEÇAAA!!! hahaahah. Se fiquei loira? Não! Ficou uma cor indefinida, nem ruiva, nem morena, nem loira. clareou... mas ficou uma palha ta,bém! srssrrs.
Não me pergunte que cor eu imaginei que fosse ficar... não tenho a menor ideia do que passou em minha mente com neurônios frenéticos! srsrsrs
Show o seu post! Pena não ter a foto do cabelo rosa... impagável!!!
Bjks, Beta

Lucia Laureano disse...

Morro de rir com você Rafa!
Eu sempre fui medrosa com cabelo nunca tive coragem de botar crepom, mas lembro da moda como se fosse hoje!
beijos,

Simplesmente Lú !!! disse...

Mulher,
Super me identifiquei com essa historia.
Eu também pintei meu cabelo com crepom rosa e odiava até o ultimo fio de meu cabelo pq ao inves de rosa ele ficava vermelho, dai tentei verde, amarelo e azul mas o unico que dava certo era o rosa, lembro que frustrada comprei rímel pra cabelo nao precisa dizer que ficou uma nhaca...
Sossegue a periquita vc nao esta sozinha!
Bjokas!

Nanda disse...

Rafa, me divirto com vc. Adolescente faz cada burrada, né? Eu tb tive um ataque desse qdo adolescente e me reuni com amigas pra ficarmos iguais às Paquitas. Usamos cebola, água oxigenada, leite e mais um monte de coisa que nem lembro e nem preciso te contar o resultado, né?
Bjão.

... disse...

Viu amigaaa não fui a única a pensar na cebola kkkkk ....to chorando de rir aqui ....E mocinha não levei tão na esportiva assim, as pessoas me chamavam de Janis Joplin na rua, por mais que ela tivesse uma voz maravilhosa, vamos ser sinceras ela era feia que dói rss...Acho que sou meio traumatizada até hj...
Mas morro de saudades e sinceramente acho que faria tudooo de novo rss....
beijocas no coração